Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MEO Cloud



Quinta-feira, 05.12.13

Efemérides da MEO Cloud




A MEO Cloud tem muitas datas assinaláveis.

 

9 de Setembro é o primeiro dia, mostrámos pela primeira vez o serviço a um grupo mais alargado (mas mesmo assim reduzido) de pessoas, dentro da equipa do SAPO.  

29 de Outubro é um dia muito importante, aquele em que a grande maioria das pessoas ouviu falar pela primeira vez neste serviço durante a Technology & Innovation Conference.

 

15 de Novembro é outro dia muito importante, foi na edição de 2012 do Codebits que levantámos um pouco o véu, e partilhámos uma versão beta da app com uma audiência particularmente exigente, os geeks. 


Hoje, 5 de Dezembro também pertence ao grupo de datas assinaláveis. Faz hoje 1 ano que todos os colaboradores da PT receberam um mail. 

Depois de alguns meses de trabalho, uma pequena equipa estava preparada para lançar um serviço que tinha sido mantido em segredo desde o início.

A "família" PT foi escolhida para ser o ponto de partida deste serviço de alojamento, sincronização e partilha de ficheiros, a MEO Cloud (enfim, na altura, com outro nome).

A adesão foi massiva e os colaboradores da PT mostraram-se utilizadores exigentes, e com muitas sugestões, para que o serviço pudesse ser lançado para o grande público, ainda melhor e mais apetrechado.

Celebraremos mais efusivamente o dia em que lançámos a MEO Cloud ao público em geral, mas não quisemos deixar de assinalar uma data importante, este 5 de Dezembro, em que pela primeira vez a MEO Cloud foi dada a conhecer a um grupo muito alargado de utilizadores que, ainda por cima, fazem  parte da família.

Obrigada a todos os que nos enviaram mails, com sugestões e críticas, e a todos os que enviaram convites a amigos e familiares.

 

Esta foi a família onde tudo começou.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

De Manuel Reis a 05.12.2013 às 15:26

A única sugestão que eu tenho é, de facto, selective sync de pastas (e dos seus conteúdos) para apps móveis. Claro, com sincronização apenas em ligações wi-fi.

Quanto ao "tirar partido do iOS7", acho que o Joel se estava a referir ao visual. O teclado, os botões, o menu dropdown... É muito old-school. :P

De jonasnuts a 05.12.2013 às 15:55

Confesso que não estou muito bem a ver como é que funcionaria o selective sync nas apps mobile (já existe nas apps de desktop).

Sincronização apenas com wi-fi parece-me bem (e já existe essa opção no upload automático de fotos e de vídeos).

E uma das próximas versões da app de iOS já vai, nesse caso, tirar mais partido do iOS7 :)

Obrigada pelas sugestões e pela ajuda na "tradução" :)

De Manuel Reis a 05.12.2013 às 16:19

De nada, ora essa. ;)

Quanto ao selective sync:
- Para cada ficheiro individual existe um botão "Guardar". Aplicava-se essa lógica às pastas: Guardava-se uma pasta, com o conteúdo que ela tiver.
- Claro que, por motivos práticos, seria boa ideia também adicionar uma quota máxima de sincronização para essa pasta.
- Sincronização apenas e só através de wi-fi.

Outra sugestão para as apps: Possibilidade de apagar o ficheiro apenas no aparelho. Pode dar jeito, em momentos em que uma pessoa esteja mais apertada de espaço.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.